Câmara de Patos debate conscientização do autismo e melhorias no atendimento são solicitadas

A Câmara Municipal de Patos foi palco, na noite desta segunda-feira, dia 02 de abril, de uma Audiência Pública que debateu a conscientização sobre o autismo.

Estiveram presentes mães de filhos autistas, vereadores da Casa Legislativa patoense e de outros municípios, psicólogo, fonoaudiólogo e população.

A autora da propositura, a vereadora Lucinha Peixoto (PCdoB), usou a tribuna e conclamou uma atenção especial com relação ao Caps Infantil do município de Patos, bem como o trabalho realizado depois que o órgão foi reaberto. 

“Foi muito importante, foi uma audiência linda com a participação dos pais, dos profissionais do município, das entidades como a APAE, as escolas. Foi tudo perfeito. Agora vamos esperar que o que foi dito aqui pelo poder do município, o Poder Executivo, se vão cumprir. É o que nós queremos, que as crianças autistas da nossa cidade não fiquem desassistidas. Nós esperamos que elas recebam esse atendimento que é lei”, disse.

Já o líder do governo na Câmara, Jefferson Melquíades (PRB), disse que as reivindicações feitas durante a Audiência Pública serão atendidas pela gestão e solicitou que os demais municípios que têm seus pacientes atendidos por Patos deem às mãos para a realização de atendimentos aos autistas.  Ele informou que está em construção o prédio próprio do Caps e que será entregue até o final deste ano.

A fonoaudióloga, Nara Guedes, afirmou que a partir das reivindicações e da realização da audiência pública fica mais fácil dos objetivos serem conquistados. “Então, eu acredito que mudanças boas vem por aí, espero que esse dia 02 de abril se prolifere pelo decorrer do ano para que outras conquistas possam vir. 

Ela ainda esclareceu que o serviço de atendimento ao autista é carente, mas, já cresceu muito, principalmente com o Centro de Especialidade em Reabilitação (CER), antigo Cerpod. Nara ainda pediu que mais fonoaudiólogos fossem contratados para o serviço.

Um relatório com propostas foi confeccionado para ser entregue às entidades competentes para que os serviços melhorem e aumentem sua qualidade. 

O Autismo, também conhecido como Transtornos do Espectro Autista (TEA), são transtornos que causam problemas no desenvolvimento da linguagem, nos processos de comunicação, na interação e comportamento social da criança.  Atualmente, estima-se que 70 milhões de pessoas no mundo todo possuem algum tipo de autismo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Com relação ao Brasil, esse número passa para 2 milhões. Uma pesquisa atual realizada neste ano do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) diz que o autismo atinge ambos os sexos e todas as etnias, porém o número de ocorrências é maior entre o sexo masculino (cerca de 4,5 vezes).

\"3\"

 

Fonte / Ascom CMP

Comentários