Veneziano deixa MDB, não descarta filiação ao Podemos e possibilidade de disputar o Senado

Quem ficar por último apague a luz. O deputado federal Veneziano Vital do Rêgo está se desfiliando do MDB. Nesta segunda-feira (2) ele deve entregar a carta de saída do partido ao presidente estadual da sigla, o senador José Maranhão (MDB). O parlamentar campinense disse que não foi uma decisão fácil e que não tem relação com possíveis desgastes pessoais.

“Registro aqui o carinho com todos os emedebistas, ao próprio senador Maranhão, e a ética por permitir que eu fosse candidato a prefeito. Mas também tem a dificuldade para conseguir uma vaga proporcional, e nos leva a isso”, afirmou Veneziano.

Seu novo partido vai ser anunciado até a próxima quinta-feira (5). Sobre a carta, o deputado diz que é questão meramente formal. Suas relações pessoais continuam inalteradas – todas positivas -, assim como sua história no MDB.

Com relação a possibilidade de migrar para o Podemos, já que tem proximidade com a deputada federal Renata Abreu, presidente nacional do partido, Veneziano admitiu a chance de compor os quadros do antigo PTN. “É uma possibilidade. Se tornou público de 2017 pra cá. Há uma relação amistosa, de amizade, uma relação diária na Câmara, também com alguns outros membros. Existe esse carinho e confiança, e é uma possibilidade. Mas é uma possibilidade, não é uma certeza”, disse.

Alguns apontam Veneziano como integrante da chapa majoritária encabeçada por João Azevêdo (PSB), ocupando uma das vagas ao Senado Federal. O parlamentar também não descartou essa perspectiva. “É uma possibilidade real, crescente, que essa composição se dê. Haja vista que não posso firmar, até porque essa semana tem alguns acontecimentos [referindo-se ao prazo final para desincompatibilizações do executivo]. Há possibilidade de isso acontecer”, afirmou.

 

Fonte - Blog do Gordinho

Comentários