Cerca de 10 denúncias de corrupção foram feitas em Patos durante o “Focco em Movimento”

Cerca de 10 denúncias de corrupção foram feitas ao “Focco em Movimento”, durante a passagem do projeto em Patos, no Sertão.

\"\"

O projeto “Focco em Movimento” estreou no Sertão no último dia 14 de junho, na Associação Comercial e Industrial de Patos, onde houve coleta de denúncias e a realização de uma audiência pública, com a participação de pessoas do município e de cidades vizinhas.

Durante a audiência, foi esclarecido à população como os órgãos de controle atuam no combate à corrupção, como cada pessoa pode fazer o acompanhamento dos gastos públicos e como pode denunciar algum ato ilícito. 

Segundo o coordenador do Focco, procurador do Trabalho Cláudio Gadelha, as denúncias recebidas em Patos foram encaminhadas aos órgãos competentes, para que sejam investigadas.

Além do Ministério Público do Trabalho (MPT), participaram do “Focco em Movimento” em Patos representantes do Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Estadual (MPE), Tribunal de Contas do Estado (TCE), Tribunal de Contas da União (TCU), Receita Estadual, Controladoria Geral da União (CGU), Sebrae, Ministério do Trabalho/SRTE, Secretaria da Transparência de João Pessoa e Conselho Regional de Psicologia (CRP).

Participação popular

Em Patos, a participação popular movimentou a audiência. O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Patos e Região - representado pela presidente Carminha Soares - fez denúncias sobre irregularidades no pagamento de funcionários dos municípios de Patos e Catingueira.

“A etapa de Patos foi uma demonstração clara de que podemos fazer a diferença quando a informação chega para as pessoas, que passam a conhecer o trabalho do Focco e dos seus parceiros, e se sentem à vontade para denunciar práticas de corrupção”, comentou Cláudio Gadelha.

O trabalho será estendido a cidade de Guarabira no mês de julho.

 

Fonte - Ascom/MPT

Comentários